Bernal afirma que as pesquisas eleitorais mudaram o rumo das eleições

O prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal, afirmou na manhã desta quinta-feira (6), durante entrevista ao programa Tribuna Livre da FM Capital 95 que as pesquisas eleitorais tiveram nas eleições municipais de Campo Grande um efeito “devastador”.

Bernal concede entrevista ao Program Tribuna Livre
Bernal concede entrevista ao Program Tribuna Livre

“As pesquisas foram usadas de forma escancarada para induzir o eleitor ao erro. Diziam que eu não teria nem 15 % dos votos e alguns destes institutos de pesquisas surgiram apenas há 6 meses atrás. Eu penso que o Brasil precisa acabar com essa história de divulgação de pesquisas eleitorais, é um ato contra a democracia, é nocivo“, afirma o prefeito.

Ainda ressaltando a função que as pesquisas ocuparam no pleito da capital, o prefeito conta que os outros candidatos utilizaram as pesquisas como material de campanha o que confundiu o eleitor.

“As pesquisas causaram uma reação extremamente negativa na população, tivemos um grande número de votos nulos e abstenções e ainda as pesquisas privilegiaram dois candidatos que inclusive as pesquisas nos seus programas de Rádio e TV. Se não fossem essas pesquisas mentirosas, essa campanha caluniosa, o destino seria outro e nós estaríamos disputado as eleições com tranquilidade”, completa Bernal.

Nas eleições municipais ocorridas no último domingo (2), o progressista ficou em terceiro lugar com 111. 128 votos (26,01%), atrás de Marquinhos,que obteve 147.694 votos (34,57%) e Rose, 113.738 votos (26,62%).

APOIO 2º TURNO

Questionado sobre qual seria sua preferência no segundo turno, Bernal enfatizou que não é de ficar em cima do muro.

“Não vou me omitir e nem vou pregar o voto nulo, hoje nós teremos uma reunião com a direção do Partido Progressista e vamos decidir quem vamos apoiar e eu não quero ficar nulo ou omisso”. disse Bernal, lamentando o fato de não feito mais por Campo Grande devido ao imbróglio político que culminou com o processo de sua cassação.

Bernal comentou que após o feriadão da semana que vem começará a percorrer os bairros de Campo Grande para agradecer os votos recebidos. De olho nas eleições de 2018, ele também prometeu estender as visitas aos municípios do Estado.

Sobre o atual mandato, o prefeito em exercício afirma que não teve os quatro anos completos na liderança da  capital sul-mato-grossense. E mesmo que interrompido, conseguiu organizar as finanças as obras da cidade.

“É importante dizer que eu ganhei pra governar quatro anos ininterruptos mas tive apenas 6 meses. As finanças estavam destruídas, sem crédito em lugar nenhum porque o nome estava sujo, não tapava buraco a muito tempo.  E eu estou aqui muito tranquilo, dizendo que nós temos uma responsabilidade. Hoje campo grande tem um nome limpo e  estamos pagando os servidores em dia”

O prefeito destaca que na área da saúde nunca se investiu tanto. E que as unidades de saúde da capital estão bem-estruturadas para atender a população. “Se você for a qualquer unidade básica de saúde, você vai ver que vai ter remédio em todas unidades básicas de saúde, hoje campo grande é o município que mais investe em saúde, 33% é investido em saúde.”

 

Comentários

comentários