Bebê é encontrada em lixeira e com carta: ‘Seja a mãe que eu não posso’

Uma recém-nascida, ainda com partes do cordão umbilical, foi encontrada em uma lixeira, no Fonseca, em Niterói, na noite desta terça-feira. Ao lado da criança havia uma carta deixada pela mãe, pedindo para que uma mulher, identificada apenas por Angela, cuidasse do bebê. No documento, a mãe relata que não tinha condições de cuidar da menina. A carta, que trata a recém-nascida pelo nome de Maria, pede que ela não seja levada para um abrigo.

Parte da carta encontrada ao lado do bebê Foto: Ricardo Rigel
Parte da carta encontrada ao lado do bebê Foto: Ricardo Rigel

O bebê foi encontrado por um rapaz que passava pela região e percebeu que o lixo estava se mexendo. Ao se aproximar, viu que se tratava de uma recém-nascida. Imediatamente, pediu ajuda aos moradores, que trocaram a fralda da menina e acionaram o Corpo de Bombeiros. Maria foi encaminhada para o Hospital estadual Azevedo Lima, no Fonseca. De acordo com a unidade, a criança foi colocada em observação na Unidade de Tratamento Intensivo, onde deve permanecer por 48 horas. Após receber alta, deve ser encaminhada para o Conselho Tutelar. Policiais da 78ª DP (Fonseca) tentam localizar a mãe da criança.

EXTRA

Comentários

comentários