Bandidos que roubaram 145 cabeças gado se apresentaram como policiais

Policiais do Garras (Delegacia Especializada em Repressão a Roubo de Banco, Assaltos e Sequestros) prenderam sete pessoas na sexta-feira (24) que se passavam por policiais militares para roubarem 145 cabeças de gado em uma fazenda no município de Bandeirantes, localizado a 71 quilômetros de Campo Grande.

O esquema envolvia 2 vaqueiros, 3 vigilantes de uma empresa da Capital e um segurança particular.

Foram presos em flagrante Liomar da Silva (41), Deivide da Silva Arantes (29), Jorge da Silva Landes (41), Gilmar da Silva Landes (40), Thiago Pinheiro de Melo (28), Ormes Eugênio Lopes Acunha (27) e Jeferson Henrique da Silva (41).

A quadrilha de acordo com o delegado titular do Garras, Edilson dos Santos, chegou na propriedade rural  por volta das cinco da manhã vestindo fardas de policiais e dizendo que estavam cumprindo um mandado de busca e apreensão dos animais. Em seguida algemaram os caseiros da fazenda e duas testemunhas e as trancaram dentro de casa. Os autores chegaram a cortar as mangueiras dos tanques de combustível e a retirar chips telefônicos dos celulares das vítimas.

Ladrões se passaram por policiais para realizar o roubo. Foto: Luana Campos
Ladrões se passaram por policiais para realizar o roubo. Foto: Luana Campos

 

Um funcionário de uma empresa de energia que passava pelo local foi quem encontrou as vítimas horas depois e abriu a porta da casa. Assim que saíram elas contactaram a polícia para comunicar o roubo. O Garras chegou ao local cerca de 3 horas depois.

Liomar da Silva (41), é apontado como o mentor do crime. Ele contratou uma empresa de transporte de caminhões para levar o gado até um pasto arrendado. Foi por meio da transportadora que os policiais conseguiram identificar os autores.

Segundo o delegado adjunto do Garras, Fábio Peró, o roubo foi muito bem arquitetado e eles já teriam planos para cometer o mesmo crime em outras propriedades.

Liomar era conhecido do dono da fazenda e morava em um propriedade a 40 km de distância.

Luana Campos

Comentários

comentários