Aumentos a Messi e Neymar podem comprometer as finanças do Barça

Manter em seu elenco alguns dos melhores jogadores do mundo tem um preço, e o Barcelona pode enfrentar uma situação delicada a curto prazo.

Dupla faz selfie no gramado (Foto: Divulgação)
Dupla faz selfie no gramado (Foto: Divulgação)

Pelo menos, é o que afirma o jornal esportivo espanhol As nesta quinta-feira.

Segundo a publicação, o Barça precisa “melhorar a entrada de valores se não quiser ser incluído na norma do Fair Play financeiro da Uefa”.

Além disso, o próprio clube obriga a diretoria a se desfazer de jogadores caso não cumpra objetivos financeiros pré-estabelecidos.

Em 2015, a dívida do clube foi 3,2 vezes maior do que os valores líquidos que ingressaram nos cofres do clube. A projeção do Barça era de um valor 2,5 vezes maior que o de ingressos. Desta forma, caso Josep María Bartomeu não aumente o valor em caixa, deve ser alvo de pressões internas.

O problema é que o Barcelona está em fase de renovação de contrato de jogadores – casos de Neymar e Busquets. De quebra, a partir do início da temporada 2016/2017, Lionel Messi deve receber um aumento de salário previsto no contrato que assinou em 2014. Hoje, Messi recebe 22,5 milhões de euros por ano; no final da temporada 2017/2018, receberá cerca de 39,5 milhões.

Neymar, por sua vez, recebe hoje 9,1 milhões de euros por temporada, segundo o jornal. Na renovação, a tendência é que o brasileiro receba 17,5 milhões de euros por temporada, e deve se tornar mais um problema financeiro para o clube catalão.

“Quando chegou ao Barcelona, Neymar acertou com Sandro Rosell (então presidente) uma melhora em seu contrato depois de dois anos da primeira assinatura. Isto é o que ele negocia, diante da melhora do brasileiro e de sua presença na Bola de Ouro”, diz o jornal, segundo o qual “o Barça precisa de dinheiro para pagar os melhores”. (UOÇ)

Comentários

comentários