Auditores fiscais fazem paralisação pela terceira vez em um mês

Pela terceira vez em um mês, os auditores fiscais da Receita Federal promovem hoje (9) um dia de paralisação. Os servidores pretendem comparecer ao trabalho, mas sem ligar os sistemas de informática.

Chamadas de Dia Nacional sem Computador, as duas mobilizações anteriores foram feitas nos últimos dias 13 e 25. Durante todo o dia, os auditores deixarão de desembaraçar mercadorias, lavrar autos de infração,

Foto Marcelo Camargo/Agência Brasil
Foto Marcelo Camargo/Agência Brasil

repassar créditos tributários ao Tesouro e analisar declarações do Imposto de Renda.

Segundo o Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Sindifisco Nacional), a mobilização não interfere nas consultas do primeiro lote de restituição do Imposto de Renda. Isso porque as ordens de pagamento e a data de liberação das restituições são executadas automaticamente pelos computadores do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro).

A paralisação tem como objetivo chamar a atenção do ministro da Fazenda, Joaquim Levy, e do secretário da Receita Federal, Jorge Rachid. Os auditores querem marcar uma reunião com Levy e Rachid para discutir as negociações em torno da campanha salarial, em andamento desde 2012, e apresentar reivindicações adicionais.

Entre as demandas da categoria, estão a implementação imediata da indenização a auditores que trabalham em áreas de fronteira, o empenho do Poder Executivo na aprovação da proposta de emenda à Constituição que acaba com a contribuição à Previdência Social de servidores inativos, a regulamentação da Lei Orgânica do Fisco e o porte de arma para os auditores fiscais.

AGÊNCIA BRASIL

Comentários

comentários