Atirador filma morte de jornalistas nos Estados Unidos

Homem é ex-funcionário da emissora em que jornalistas trabalhavam. Ele tentou suicídio ao ser perseguido pela polícia

Estados Unidos – O atirador que matou dois jornalistas da emissora “WDBJ7” filmou a ação ocorrida na manhã desta quarta-feira, no estado da Virgínia, nos Estados Unidos, e publicou em uma rede social. O homem foi identificado como Vester Lee Flanagan II, conhecido como Bryce Williams, de 41 anos. Ele é um ex-funcionário da emissora. A polícia confirmou na tarde desta quarta, em entrevista coletiva, que o atirador morreu.

Vester Flanagan, conhecido como Bryce Williams, publicou vídeo de assassinatos em rede social Foto:  Reprodução Internet
Vester Flanagan, conhecido como Bryce Williams, publicou vídeo de assassinatos em rede social
Foto: Reprodução Internet

O atirador tentou suicídio ao ser perseguido pela polícia em uma rodovia no estado da Virginia e quando se aproximou de seu carro, encontrou o homem “baleado gravemente”. De acordo com informações publicadas na página do Facebook da polícia local, seu estado de saúde ainda é incerto.

O confronto com a polícia teria ocorrido cerca de cinco horas após Vester atirar nos ex-colegas de trabalho Alison Parker, de 24 anos, Adam Ward, de 27, no shopping Bridgewater Plaza, em Moneta.

Em sua conta no microblog, o atirador ainda tuitou que “Alison fez comentários racistas” e que Adam o “denunciou ao RH depois de ter trabalhado junto apenas uma vez”. Após a publicação das imagens, a conta do usuário foi suspensa.

Segundo a “NBC”, o atirador trabalhou durante 20 anos em emissoras locais. A afiliada da “CBS” em São Francisco, “KPIX”, informou que ele foi estagiário e redator na emissora de 1993 a 1995. Um funcionário de outra emissora, a “WTOC”, da Georgia, confirmou que Flanagan trabalhou lá durante a década de 90. Em 2000, ele processou uma emissora na Flórida, depois de ser demitido, alegando discriminação racial.

Bryce Williams, como era conhecido profissionalmente, na época em que trabalhou na 'WDBJK7' Foto: Reprodução Internet
Bryce Williams, como era conhecido profissionalmente, na época em que trabalhou na ‘WDBJK7’ Foto: Reprodução Internet

O gerente geral da emissora, Jeff Marks, afirmou que o atirador era “infeliz”. “A reputação dele era de ser uma pessoa difícil de lidar no trabalho”, disse Jeff. Segundo o administrador, Vester foi demitido da “WDBJ” há dois anos.

Jeff afirmou que apesar do que Vester tuitou sobre a repórter Alison, acredita que os dois nunca tenham se cruzado dentro da emissora. “Não estava exagerando quando disse que Alison e Adam eram as pessoas mais gentis da emissora”, acrescentou Jeff.

Vicki Gardner, que era entrevistada quando ocorreu o tiroteio, também foi baleada. Ela foi hospitalizada e após uma cirurgia seu quadro médico é estável.

O DIA

Comentários

comentários