Atentado com bombas mata ao menos 32 no aeroporto de Istambul

Pelo menos 32 pessoas morreram e cerca de 88 ficaram feridas nesta terça-feira em um atentado no aeroporto Atatürk, o maior de Istambul, segundo informações atualizadas do jornalHürriyet. Segundo as primeiras informações das autoridades turcas, houve duas explosões e um tiroteio perto do estacionamento do terminal internacional do aeroporto, que fica na parte europeia da cidade.

Ataque terrorista mata mais de 30 pessoas na Turquia Foto: EFE
Ataque terrorista mata mais de 30 pessoas na Turquia
Foto: EFE

Segundo o ministro da Justiça da Turquia, Bekir Bozdag, um dos terroristas abriu fogo no terminal internacional e outro detonou os explosivos que carregava no próprio local, enquanto um terceiro homem-bomba se explodiu no estacionamento. Embora o ministro tenha falado em três terroristas, várias testemunhas afirmaram que quatro homens cometeram o atentado.

Foto EFE
Foto EFE

O Aeroporto de Ataturk é o terceiro mais movimentado da Europa e o maior da Turquia, alvo frequente de ataques, principalmente de separatistas curdos. A imprensa local informou que diversas ambulâncias foram ao aeroporto e que taxistas também levaram feridos a hospitais. O Ministério do Interior organizou um centro de crise para monitorar a situação, e todos os voos foram cancelados. As autoridades de telecomunicações do país proibiram a divulgação de imagens que mostrem a cena do ataque, um tipo de censura recorrente na Turquia em caso de ações terroristas.

Foto EFE
Foto EFE

“Estávamos no controle de passaportes. Ouvimos um tiroteio. Eram quatro deles e começaram a atirar nas pessoas. Então se explodiram”, disse à emissora CNNTürk a testemunha Mine Iyidinc. Outra testemunha, Gozde Aydinoglu, também relatou os momentos de pânico que viveu. “Ouvi primeiro tiros, e então uma explosão. De novo tiros e gente correndo por todos os lados”, afirmou.

Ainda não se sabe se todos os terroristas que cometeram o atentado no aeroporto foram mortos.

Histórico de atentados

Nos últimos meses, o grupo Falcões pela Libertação do Curdistão (TAK) realizou diversos atentados em solo turco. Suas atividades são motivo de controvérsia, já que alguns acreditam que o TAK é apenas uma franja do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), a mais ativa organização militante curda, enquanto outros defendem que ele é totalmente independente.

Foto EFE
Foto EFE

Com 26 milhões de pessoas, os curdos são a maior etnia sem Estado próprio em todo o mundo.

Eles reclamam soberania sobre um território que cobre majoritariamente o Sudeste da Turquia e o Norte do Iraque e da Síria. Estima-se que o conflito de décadas com Ancara já tenha deixado mais de 40 mil mortos.

atentadoaeroportogetty atentadoterroristaistambulefe atentadoterroristaistambulefe2 atentadoterroristaistambulgetty atentadoterroristaistambulgetty2

Comentários

comentários