Ataques em Paris: Brasileiro que levou 3 tiros em restaurante passa bem

A cônsul-geral do Brasil na França, Maria Edileuza Fontenele Reis, informou que os dois brasileiros feridos durante os atentados terroristas cometidos em Paris na noite desta sexta-feira (13) não correm risco de morte.

Le Petit Cambodge
Fotos: |beenaps.com / Propeller.hu

Eles estavam no restaurante Le Petit Cambodge, nas proximidades do Canal Saint-Martin, no 10° distrito da capital, um dos locais onde ocorreram tiroteios que deixaram dezenas de mortos e feridos em estado grave. No restaurante foram mortas, a tiros, 14 pessoas.

Um dos brasileiros feridos levou três tiros nas costas. Ele foi internado às pressas, foi operado, e, segundo a cônsul-geral, passa bem. O consulado não identificou a vítima, mas informou que seria um arquiteto que está de passagem por Paris para eventos profissionais.

O arquiteto jantava com amigos no Le Petit Cambodge, restaurante de comida asiática bastante badalado na capital francesa, onde uma estudante brasileira também ficou ferida.

Ela foi atingida por um tiro de raspão e, segundo Fontenele Reis, passa bem. Segundo informações iniciais, a estudante residiria em Paris.

De acordo com a cônsul, os dois brasileiros estão em hospitais diferentes. O consulado recomenda aos brasileiros em Paris que limitem ao máximo seus deslocamentos na cidade, conforme orientação dada pelas autoridades francesas.

Testemunhas que estavam no restaurante Le Petit Cambodge disseram à imprensa francesa que cerca de 20 a 30 tiros foram disparados no local, provavelmente com armas automáticas.

A capital parisiense foi alvo de uma série de ataques na noite desta sexta-feira, até o momento não reivindicados.

Dezenas de pessoas morreram por disparos ou explosões, segundo a imprensa local, e diversas foram mantidas reféns na casa de shows Bataclan.

O presidente francês, François Hollande, declarou estado de emergência e reforçou o controle das fronteiras do país.

Fonte: BBC Brasil

Comentários

comentários