Assembleia Legislativa aprova internet gratuita em terminais de ônibus

Seis proposições foram aprovadas por unanimidade pela Assembleia Legislativa, na sessão desta quarta-feira (30). O destaque foi o PL (Projeto de Lei) 05/16, de autoria do deputado Pedro Kemp (PT), que dispõe sobre a instalação de pontos gratuitos e abertos ao público de acesso à internet nos terminais rodoviários de transportes intermunicipal no Estado de Mato Grosso do Sul.

Seis proposições foram aprovadas na sessão desta qurta-feira (Foto: Roberto Higa )
Seis proposições foram aprovadas na sessão desta qurta-feira (Foto: Roberto Higa )

A proposição estabelece que a manutenção dos pontos seja realizada pelas empresas concessionárias que fazem uso dos terminais. A matéria segue para sanção do governador Reinaldo Azambuja. O serviço deverá ser implantado no prazo de 90 dias após a publicação da lei.

“Os espaços públicos de uso direto e indireto, explorados por concessionárias de serviços públicos, podem ser destinados ao desenvolvimento de ações concretas voltadas para a democratização da informação. É neste sentido que propomos nos terminais rodoviários o acesso gratuito à internet, por meio de uma rede wi-fi. Trata-se de uma medida simples, de pouco impacto financeiro, porém de grande interesse social”, destacou Kemp.

Contribuição de Iluminação Pública

Em segunda votação, foi aprovado o PL 151/16, do deputado Felipe Orro (PSDB), que obriga as concessionárias de serviço público de energia elétrica a disponibilizar em seus sites o valor mensal repassado a cada prefeitura municipal referente à CIP (Contribuição de Iluminação Pública).

A Lei 4.823, sancionada no dia 10 de março, já obriga a divulgação dos números. No entanto, a empresa Energisa tem disponibilizado apenas o valor global repassado mensalmente às prefeituras. “No site não possui especificação da quantidade destinada a cada município do Estado. Propomos a alteração da lei para permitir ao cidadão acompanhar os valores encaminhados, de forma individualizada, à prefeitura municipal de seu domicílio”, explica Orro.

 

Cartórios

De autoria da Mesa Diretora, o PL 152/16 que disciplina o uso dos termos cartório e cartório extrajudicial, foi aprovado em segundo turno. A proposição visa proteger o consumidor da “ação indevida de empresas privadas, despachantes e assemelhados”, que induzem ao erro pelo uso da terminologia em seus estabelecimentos.

O projeto veda aos intermediadores ou quaisquer pessoas físicas ou jurídicas a utilização dos termos cartório e cartório extrajudicial em seus nomes empresarial, firma, denominação ou nome fantasia, que serão exclusivos daqueles que exercem serviços notariais e de registro por delegação e/ou supervisão do Estado.

A proposta proíbe também fazer qualquer menção aos termos cartório e cartório extrajudicial para descrever seus serviços em quaisquer materiais publicitários e de divulgação e ainda prevê multa de R$ 2 mil por infração, dobrada a cada reincidência.

O valor arrecadado com a multa será destinado ao Fundo Especial para Instalação, Desenvolvimento e Aperfeiçoamento das atividades dos Juizados Especiais Cíveis e Criminais, da Escola da Magistratura e para a construção e reforma de edifícios de Fóruns em Mato Grosso do Sul.

O PL 183/16, do deputado Professor Rinaldo (PSDB), que institui o Dia Estadual do Eletricista, foi aprovado em segunda discussão. A data deverá ser comemorada anualmente no dia 17 de outubro.

Outros dois projetos foram aprovados em primeira votação. O PL 195/16, do Poder Executivo, prorroga por dois anos o prazo estabelecido na Lei 4.375, de 10 de julho de 2013, e na Lei 4.378, de 10 de julho de 2013.

A dilação do prazo é para que o município de Sete Quedas possa cumprir em tempo hábil a edificação de unidades habitacionais. O PLC (Projeto de Lei Complementar) 023/2016 altera e acrescenta dispositivos à Lei Complementar 197, de 26 de dezembro de 2014.

O objetivo é adequar a legislação estadual aos termos da legislação federal que regula o Estatuto Nacional da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte.

Comentários

comentários