Arrasador, São Paulo goleia Toluca e fica perto das quartas da Libertadores

Uma noite iluminada. De Renan Ribeiro a Centurión, o São Paulo fez uma partida perfeita. Defensivamente, não foi incomodado. Com mais de 60% de posse de bola, sufocou o adversário. No ataque, fez quatro gols, chutou duas bolas na trave e exigiu pelo menos três boas defesas de Talavera. Como um rolo compressor, a equipe fez 4 a 0 e botou um pé nas quartas da Taça Libertadores. Sem dúvida, a melhor atuação do time que começa a dar mostras que pode ir longe na competição. Isso porque, além da evolução técnica e tática, o Tricolor  teve uma postura impecável, lutando por todas as bolas como se fosse a última jogada.

29arrasador

Um foi o maestro da equipe. O outro entrou como falso 9 e substituiu o artilheiro Calleri à altura. O time todo foi muito bem, mas Ganso e Centurión merecem citações especiais. O camisa 10 fez tudo. Deu assistência para gols, chapéu, deu trabalho a Talavera em dois lances e sofreu com a violência do mexicano em alguns lances. Já o argentino precisava de uma grande atuação para renascer no Tricolor. O primeiro gol foi uma pintura, em chute cruzado de fora da área. O segundo foi como um autêntico camisa 9, dentro da pequena área.

A torcida do São Paulo foi o 12º jogador da equipe na partida desta quinta-feira. Do primeiro ao último minuto, não faltou empolgação nas arquibancadas. Os são-paulinos proporcionaram o novo recorde de público do futebol brasileiro na temporada: 53.241 torcedores, para uma arrecadação de R$ 2.646.286,00.

Por ter vencido o primeiro jogo por 4 a 0, o São Paulo vai ao México com uma grande vantagem na bagagem. A equipe pode perder por três gols de diferença. Se marcar um gol, o Toluca terá de marcar seis vezes para se classificar. Se o placar da primeira partida se repetir a favor dos mexicanos, o classificado será conhecido nos pênaltis. (Globo Esporte)

Comentários

comentários