Arão faz golaço e comanda vitória do Fla sobre o Santa Cruz no Arruda

É preciso olhar com atenção para a trajetória dos dois times que se enfrentaram no Arruda – com vitória do Flamengo por 1 a 0, em golaço de fora da área de William Arão. Os cariocas, de técnico interino e sem seu principal nome – Guerrero volta no Fla-Flu -, fincam de vez os pés no pelotão da frente e, com mais um resultado positivo, colam no G-4 com 17 pontos. O Santa Cruz, de bom início de Brasileiro, somou apenas três pontos desde a quarta rodada e cai para a 13ª posição, com apenas uma vitória nos últimos sete jogos.

Arão marcou o único gol da partida (Foto: Gazeta)
Arão marcou o único gol da partida (Foto: Gazeta)

Na 11ª rodada, o Flamengo – que pode terminar a rodada em quarto lugar – permanece na Região Nordeste para jogar o Fla-Flu de domingo (16h) na Arena das Dunas, em Natal. Os pernambucanos – em 13º lugar – têm compromisso dificílimo. O Santa Cruz enfrenta o Corinthians na Arena do clube na capital paulista, no sábado, às 16h.

Aos donos da casa no Arruda, no Recife, parece não bastar mais a participação de Grafite. O veterano atacante criou boas chances, até obrigou Alex Muralha a fazer boas defesas, mas perdeu duas chances que fizeram toda a diferença na partida. O time de Milton Mendes pecou na marcação no meio de campo do Flamengo. Principalmente, ao não conseguir impedir a troca de passes de Alan Patrick e William Arão, hoje os dois melhores jogadores do adversário.

Foi justamente numa simples jogada da dupla que saiu o golaço do Flamengo. Alan Patrick girou com facilidade na marcação, tocou para Arão, que dominou, ajeitou e acertou um lindo chute de peito de pé da entrada da área. A bola pegou a curva saindo das mãos de Tiago Cardoso. Apesar da bonita finalização, o goleiro do Santa Cruz parecia adiantado.

No segundo tempo, quando o Flamengo falhou feio, na saída de bola de Cuéllar, que entrou no lugar de Felipe Vizeu, Grafite chutou em cima de Muralha, frustrando a torcida do Santa Cruz. O Flamengo usou o banco – colocou ainda Mancuello e Fernandinho – e segurou os pernambucanos, sem grandes problemas na defesa. (Globo Esporte)

Comentários

comentários