Após ser traída e sofrer três assaltos, empresária perde 30kg em nove meses

 Foto: Arquivo pessoal
Foto: Arquivo pessoal

Magra durante boa parte da vida, Carla Medeiros, de 36 anos, viu seu peso aumentar 32kg durante os quatro anos em que se dividiu entre dois cursos de pós-graduação e dois empregos. A virada aconteceu quando ela voltou de uma viagem, descobriu que havia sido traída pelo namorado e foi assaltada em sua própria casa por três vezes, em um curto espaço de tempo. Os sustos acenderam o sinal de alerta da empresária, que percebeu que, se deixasse a depressão chegar, engordaria ainda mais. Neste momento, cercou-se dos profissionais necessários e, em nove meses, viu seu peso diminuir de 97kg para 67kg.

Carla emagreceu em nove meses
Carla emagreceu em nove meses Foto: Arquivo pessoal

— Antes de engordar, eu pesava 65kg, mas sem qualidade. E engordei justamente porque passei a comer muito durante as duas pós e não me alimentava corretamente. O pior é que não me dava conta de que a situação estava tão drástica. Eu percebia que não conseguia comprar roupas, mas achava que estava apenas gordinha — conta a carioca, de 1,75m: — Quando passei por essas situações traumáticas é que percebi que tinha que mudar, desacelerar um pouco e trocar meu estilo de vida.

Carla confessa que cortar o doce é o mais difícil.
Carla confessa que cortar o doce é o mais difícil. Foto: Arquivo pessoal

Dieta e exercícios diários passaram a fazer parte da rotina de Carla, que procurou se cercar de profissionais como médico ortomolecular, nutricionista e personal para voltar a ter as curvas que já havia exibido um dia.

Ela não se via acima do peso.
Ela não se via acima do peso. Foto: Arquivo pessoal

— No início, em novembro de 2012, eu comecei por conta própria. Durante seis meses cortei refrigerante, doces… o carboidrato só vinha dos legumes. Depois, eu passei a me consultar com um especialista ortomolecular que diagnosticou que eu tenho intolerância a lactose e por isso cortei todos os derivados do leite. Por um período, também evitei consumir alimentos com glúten. Ele também diminuiu o meu consumo de sal e de fruta, inicialmente — lista a empresária, que perdeu 30kg em nove meses: — O mais difícil foi cortar o doce. Hoje em dia eu consigo comer uma barrinha. Antigamente, era a caixa inteira. Para esses momentos, eu procurava na internet receitas fit dos doces que eu gostava. Ninguém merece fazer dieta e comer só alface, não é?

O processo de perda de peso da empresária demorou nove meses.
O processo de perda de peso da empresária demorou nove meses. Foto: Arquivo pessoal

Fazer exercícios aeróbicos junto com a dieta também ajudou na perda de peso da carioca, que começou com caminhadas e, com o passar do tempo, passou a correr, chegando a fazer 6km por aula.

“Meu corpo está perfeito!”, diz Carla ao ver uma das fotos do ensaio que fez recentemente. Foto: Aline e Vinicius Fotografia e Cinema

— Até eu perder os 30kg, eu malhava nos sete dias da semana. Com 97kg e com o histórico de ser ex-fumante e sedentária, eu não tinha um décimo da disposição que tenho atualmente. Mas, apesar da minha limitação, eu malhava demais. Às vezes, eu corria de manhã na academia e, à noite, corria de novo em volta da Lagoa (Rodrigo de Freitas, na Zona Sul do Rio de Janeiro). Depois que emagreci, comecei a incluir exercícios de musculação na minha rotina porque fiquei muito flácida e queria definir. Hoje em dia, faço musculação de segunda a sexta-feira, duas horas por dia. Não faço mais trabalho aeróbico para não emagrecer mais — explica Carla.

Carla diz que adora ir à praia para ser vista.
Carla diz que adora ir à praia para ser vista. Foto: Arquivo pessoal

Após tanto esforço, ela garante que aprendeu a se alimentar melhor.

Para manter a barriga trincada ela trocou o aeróbico pela musculação.
Para manter a barriga trincada ela trocou o aeróbico pela musculação. Foto: Arquivo pessoal

— Meu namorado é chef de cozinha e tem uma empresa de alimentação funcional. Unimos as duas histórias porque ele também emagreceu bastante. Até por isso, a gente come bem regrado no dia a dia. Mas não preciso me privar de tudo. Se tiver vontade de comer um pão ou um bombom, eu como sem preocupação. Ele brinca perguntando para onde vai o chocolate, porque a minha barriga está trincada — diz Carla, que não voltou a beber refrigerante.

Para emagrecer, ela chegou a correr todos os dias da semana.
Para emagrecer, ela chegou a correr todos os dias da semana. Foto: Arquivo pessoal

Feliz ao ver seu manequim diminuir do número 46 para o 36, a empresária ainda não consegue acreditar o que conseguiu fazer com o próprio corpo.

“Não perco para nenhuma modelo de capa de revista”, declara. Foto: Arquivo pessoal

— Fiz um ensaio fotográfico esta semana e quando vi as fotos não acreditei que era eu. Não perco para nenhuma modelo de capa de revista. Meu corpo está perfeito! Eu não gosto de praia, mas comecei a ficar com vontade de vestir um biquíni e ficar o dia inteiro para ser vista.

EXTRA

 

Comentários

comentários