Após queda do Santos, Levir admite ter jogado pelo 0 a 0

LANCE!

Antes da bola rolar na Vila Belmiro, na noite desta quarta-feira, os torcedores do Santos foram surpreendidos com a escalação de Leandro Donizete como titular. Mesmo após ter treinado com Jean Mota, o técnico Levir Culpi optou por colocar o experiente volante contra o Barcelona de Guaiaquil, pelas quartas de final da Libertadores. A mudança, porém, não surtiu efeito, o Peixe perdeu por 1 a 0 e acabou sendo eliminado da competição continental.

Peixe deu adeus a Libertadores na noite de quarta-feira (Foto: Ivan Storti)

Apesar de admitir a culpa pela queda, o comandante acredita que não errou ao colocar Donizete em campo e ainda confessou que entrou em campo pensando no empate sem gols, que daria a classificação ao alvinegro.

“A responsabilidade é minha, totalmente. Nós perdemos dois jogadores que dão muito equilíbrio para o sistema (Lucas Lima e Renato). São opções que tenho que fazer e resolver. Não tenho remorso pela escalação. Se eu fizesse outra substituição, poderíamos perder por mais. Tomamos gols de cruzamentos, não vejo nada muito diferente disso”, disse.

“Ele (Donizete) é campeão da Libertadores. Tem que respeitar. Mesmo que não tenha feito uma boa apresentação. Nós tínhamos que jogar pelo 0 a 0. Na Libertadores você tem que marcar e puxar o contra-ataque. Estávamos com 2 a mais, tínhamos chance antes da partida. Mas é só acabar a partida que aparece ‘o pessoal da escalação certa'”, esbravejou Levir em entrevista coletiva após a eliminação.

Com a eliminação na Liberta, o Peixe mira suas forças no Campeonato Brasileiro. No próximo sábado, às 21h (de Brasília), o alvinegro recebe o Atlético-PR, pela 25ª rodada.

Comentários

comentários