Após perseguição, grupo é preso e menor apreendida com 274 quilos de maconha

Quatro pessoas foram presas e uma adolescente apreendida acusados de tráfico de drogas ao serem flagrados na MS-289, rodovia que liga Amambai a Coronel Sapucaia, com uma carga de 329 tabletes de maconha. O flagra foi feito por policiais do DOF (Departamento de Operação de Fronteira) na tarde de segunda-feira (29), durante patrulhamento preventivo.

A droga estava sobre o banco traseiro do veículo e totalizou 274 quilos- Foto: Divulgação/DOF
A droga estava sobre o banco traseiro do veículo e totalizou 274 quilos- Foto: Divulgação/DOF

De acordo com o DOF, foram presos Henrique Dutra Silva de 23 anos e Anderson Cleiton Monteiro de 34 anos, moradores em Uberlândia (MG); Maicon Fontoura dos Santos de 31 anos, Yara Maria Tobias Romero de 23 anos e uma adolescente de 17 anos moradores em Campo Grande.

Segundo informações da polícia, durante o patrulhamento foi realizado a abordagem do veículo GM Celta de cor prata, com placas de Uberlândia (MG), conduzido por Anderson que tinha como passageiros Maicon e Yara. O trio não conseguiu justificar sua estada na região, o que levantou suspeitas de estarem levando ou “batendo” alguma carga ilícita.

Minutos depois, os policiais tentaram abordar o veículo VW Fox de cor prata, com placas de Uberlândia (MG), conduzido por Henrique, que além de desobedecer a ordem de parada, arremessou o veículo contra os policiais que estavam na via, momento a guarnição efetuou disparos, atingindo os pneus do veículo que parou.

No veículo, quem era conduzido por Henrique, havia uma adolescente de 17 anos como passageira, os policiais encontraram os 329 tabletes de maconha sobre o banco traseiro, que totalizaram 274 quilos da droga.

Ao ser questionado sobre o entorpecente, Henrique disse que foram contratados em Uberlândia (MG) para buscar a droga em Coronel Sapucaia, recebendo pelo transporte a quantia de R$ 4 mil. Ele disse ainda que os passageiros o veículo Celta abordado anteriormente, faziam o papel de batedor da carga, com a finalidade de avisar sobre possíveis ações da polícia na fronteira.

O caso foi registrado como tráfico de drogas e associação criminosa na delegacia de Amambai.

Comentários

comentários