Após paralisação dos professores, aulas voltam ao normal na rede estadual

Depois de seis dias de paralisação dos professores, as aulas na rede estadual de ensino voltam ao normal nesta segunda-feira (8).

Foto Divulgação
Foto Divulgação

Também nesta segunda-feira, a direção da Fetems vão sentar com representantes da Secretaria de Educação para negociar a forma de reposição dos seis dias de greve.

A secretária de Educação Maria Cecília da Mota e o presidente da Fetems Roberto Botarelli disseram que a reposição não deve prejudicar as férias escolares do meio do ano.

REDE MUNICIPAL

NA rede municipal de Campo Grande continua a greve. O presidente da ACP (Sindicato Campo-Grandense dos Profissionais da Educação Pública), Geraldo Gonçalves, espera uma proposta da Prefeitura nesta segunda-feira, que pode por fim à paralisação. Há expectativa de que a proposta seja avaliada pela categoria até na terça-feira pela manhã.

A greve começou em 25 de maio e dois dias depois o TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) determinou o retorno de 66% da categoria, sob pena de multa diária de R$ 50 mil. Ao todo, a rede municipal conta com 8,3 mil professores, sendo seis mil concursados e 2,3 mil convocados, e 101 mil alunos.

Comentários

comentários