Após longa espera, ‘Pokémon GO’ chega ao Brasil

Aguardado pelos fãs brasileiros, o jogo “Pokémon GO” está mais próximo que nunca do país. A partir da tarde desta quarta-feira, já é possível visualizar ginásios e Pokéstops para quem já tiver o jogo instalado no smartphone.

Jogo usa realidade aumentada para mostrar monstrinhos virtuais em ambientes reais - NICOLAS MAETERLINCK / AFP
Jogo usa realidade aumentada para mostrar monstrinhos virtuais em ambientes reais – NICOLAS MAETERLINCK / AFP

O jogo, porém, ainda não foi lançado nas lojas de aplicativos oficiais da Apple e da Google. Na redação do GLOBO, repórteres instalaram o jogo de realidade aumentada via download de arquivos APK, em sites que disponibilizam os arquivos disponibilizados em outros países.

A expectativa pelo lançamento do jogo aumentou nos últimos dias. Na segunda-feira, a Niantic se desculpou com os brasileiros pela demora e, nesta quarta, pelo conta oficial do jogo no Twitter, a companhia afirmou estar trabalhando duro para trazer o game para o país.

Procurada pela reportagem, a Niantic ainda não se manifestou sobre o lançamento oficial do título no país, mas em breve deverá ser possível fazer o download nas lojas oficiais de aplicativos iOS e Android.

Desde o lançamento oficial, no dia 6 de julho, “Pokémon Go” se transformou em uma febre onde foi lançado. Inicialmente, apenas EUA, Austrália e Nova Zelândia receberam o título, mas desde então ele já foi lançado em mais de 30 países, e superou a marca de 100 milhões de downloads, segundo a consultoria App Annie.

Para Android, a última versão do jogo pode ser encontrada no site APK Mirror , bastante utilizada e considerada segura para downloads fora da Google Play. Para usuários iOS, é preciso uma conta no iTunes de algum país onde o jogo já tenha sido lançado.

O lançamento do jogo em diversos países do mundo foi recheado de polêmicas e fatos inusitados. O Museu Memorial do Holocausto, em Nova York, pediu que os jogadores parassem de entrar no memorial apenas para capturar Pokémons. O mesmo pedido foi feito pelo Memorial de Hiroshima, no Japão, e até mesmo pela operadora da usina nuclear de Fukushima.

Um jovem chegou a perder a namorada após ser flagrado jogando Pokémon GO na casa da ex, em Nova York. O jogo também serviu de isca para ladrões, que utilizavam o aplicativo para identificar onde suas vítimas iriam para caçar os bichinhos e aproveitar para roubá-las.

Comentários

comentários