Após eliminação, brasileiras vão às lágrimas e torcida conforta aos gritos de ‘bicampeão’

O Brasil decepcionou e caiu logo nas quartas de final do vôlei feminino na Olimpíada nesta terça-feira. Mas caiu de pé. Ao menos essa foi a sensação de quem ficou no ginásio depois da derrota por 3 sets a 2 diante da China. Enquanto o clima dentro de quadra era de muita tristeza e comoção, os gritos de incentivo surgiram das arquibancadas.

Jaqueline chora e ganha o conforto nos braços da torcida
Jaqueline chora e ganha o conforto nos braços da torcida

“Bicampeão, bicampeão”, começaram a gritar os torcedores enquanto as meninas saiam de quadra, quase todas chorando. As atletas tiveram seus nomes gritados individualmente.

“Eles sabem tudo que eu fiz pela seleção em 14 anos. Mas sou eu que tenho que agradecer a eles, não eles a mim”, disse Sheilla, muito emocionada após a derrota.

No fim, quem ficou por último foi Zé Roberto. E o treinador também ganhou bastante carinho da torcida, que gritou para que ele ficasse na seleção após a Olimpíada.

“A gente só tem que agradecer o apoio, toda a festa que fizeram”, agradeceu.

Comentários

comentários