Após “conversa franca” com Levir, Fred é reintegrado ao elenco do Flu

O “caso Fred” teve mais um capítulo na manhã desta quinta-feira. Desta vez, com final feliz para os tricolores. Após reunião com o jogador, o técnico Levir Culpi e o diretor executivo de futebol Jorge Macedo nas Laranjeiras, o presidente Peter Siemsen comunicou, em rápida entrevista coletiva, que o camisa 9 está reintegrado ao elenco tricolor. De acordo com o mandatário, ele convocou a conversa a fim de encerrar o mal entendido. Fred já treina na tarde desta quinta com seus companheiros na Urca e enfrenta o Vasco, no domingo, em Manaus.

Fred chegou às Laranjeiras às 10h16 e treinou apenas na academia pela manhã (Foto: Edgard Maciel de Sá)
Fred chegou às Laranjeiras às 10h16 e treinou apenas na academia pela manhã (Foto: Edgard Maciel de Sá)

– Finalmente, nesta manhã, nos reunimos Fred, Levir eu e Jorge. Eu convoquei essa reunião. Graças a Deus prevaleceu o bom senso. O Fred foi muito franco. O Levir também foi muito franco e hábil. Os dois deram uma grande demonstração de profissionalismo. E é com uma enorme satisfação que eu comunico que o jogador está reintegrado, vai treinar e vai para o jogo no domingo. E o Levir conta com ele. Quem resolveu foi ele (Fred) mesmo, na hora que falou com a franqueza, seriedade e da maneira que falou. O Fred mesmo foi o responsável por dar a solução ao problema – disse o presidente tricolor.

Peter afirmou que viu muita sinceridade na conversa entre Fred e Levir, o que, segundo o mandatário, foi fundamental para o entendimento entre as partes após alguns dias de indefinição.

– Tivemos uma conversa entre quatro paredes. O que posso dizer é que foi uma conversa muito franca. Claro que foi um problema que ninguém gostaria que acontecesse, mas a forma como ela foi solucionada foi muito bacana. Esse nível de franqueza e seriedade pouca vezes vi. Só posso ficar satisfeito. Diante do problema, se encontrou um caminho. Os maiores responsáveis foram o Fred e o Levir a encontrarem este caminho.

Questionado sobre o entrave que pairava nas Laranjeiras desde o último sábado, quando Fred se recusou a viajar com a equipe para enfrentar o Volta Redonda por conta de um problema de relacionamento com Levir e avisou que não jogaria mais sob o comando do treinador, Peter fez questão de frisar que problemas são comuns a todos os clubes. Além disso, mostrou-se “feliz” por ter ajudado a solucionar o caso.

– Na verdade, problemas sempre vão existir. Não só no Fluminense, mas em outros clubes de futebol, em empresas. Às vezes ele é maior ou menor. Já estou acostumado a encarar momentos difíceis. Esse foi muito difícil, dado o jogador que é e dado o momento que vive o técnico. O meu papel de presidente é fundamental nessa hora. Estou muito feliz. Feliz que os dois tiveram essa conversa e encontraram a solução. Só posso torcer para que tudo continue assim e que a gente saia mais forte dessa dificuldade para brigarmos por títulos com nosso ídolo e principal jogador.

Mesmo com sua presença incerta, Fred chegou ao clube sozinho no horário combinado, por volta das 10h16. Pouco antes dele, alguns membros da comissão técnica já haviam aparecido. O jogador, no entanto, não foi a campo para realização da atividade e treinou apenas na academia. Cerca de 1h15 depois, Siemsen também apareceu no clube. O presidente foi direto para o vestiário e pouco depois iniciou, em sua sala, uma reunião com o jogador. Levir Culpi chegou ao clube sem ser visto pela imprensa.

Em meio a indefinição, na última quarta, o São Paulo foi o primeiro clube a fazer contato oficial com o Flu para conversar sobre Fred. O Atlético-MG informou que tem interesse, mas disse que só abriria negociação após a partida desta quinta contra o Melgar, pela Libertadores. Com o assédio aumentando, o camisa 9 foi cercado por funcionários do Flu na tentativa de convencê-lo a rever sua postura radical de querer deixar as Laranjeiras e não trabalhar mais com Levir. Apesar de incomodado com a atual situação, o atacante seguia irredutível até a noite da última quarta. Nesta quinta, a reunião mudou o rumo da história.

O Flu volta a campo no próximo domingo, para enfrentar o Vasco, em Manaus, pela última rodada da Taça Guanabara. Um empate garante ao Tricolor o título da competição e a vantagem na fase decisiva do Campeonato Carioca.(globoesporte.com)

Comentários

comentários