Apesar da crise no País, Olarte garante revitalizar a Bandeirantes com corredor de ônibus e mais obras

Em entrevista ao PÁGINA BRAZIL, prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP), declarou que as dificuldades econômicas que o país tem enfrentado, afetam também os processos e a velocidade com que o administração municipal precisa licitar e executar as obras na Capital.

Olarte informou que o governo federal estabeleceu até junho o prazo para que as administrações municipais providenciem as licitações e encaminhamento das obras cujos valores já foram contingenciados, caso contrário, os recursos serão perdidos.

Esse “ultimato” para as prefeituras surge diante do contexto de crise financeira do governo federal. Olarte fez questão de frisar que reconhece a parceria do governo federal no tocante à liberação de recursos para a Capital. E explicou: “O governo está precisando agir como um “aspirador de pó”, para reunir os recursos onde eles estejam, para reequilibrar as contas nesse momento de crise pelo qual passa todo o país”.

Ele informou ainda que a prefeitura apresenta nesta terça-feira mais detalhes sobre a obra de reurbanização de fundo de vale do Anhanduíi e frisou que a licitação desta obra em particular exige o maior cuidado possível. A principal preocupação é que a empresa que selecionada pelo processo licitatório realmente tenha capacidade técnica e de execução das primeiras fases da obra, o que tem que ser garantido durante o processo licitatório.

Vencendo a licitação, a empresa precisa cumprir todos os requisitos legais, particularmente atestar à sua saúde financeira “para começar e terminar a obra”, diz o prefeito. A empresa vencedora da licitação precisa depositar o valor correspondente aos recursos iniciais de que precisa dispor para conduzir a obra.

Pavimentação do Nova Lima – O prefeito anunciou ainda a pavimentação total do maior bairro de Campo Grande, o Nova Lima, que atenderá as recentes exigências de racionalidade no processo, com a implementação do sistema de esgoto e galerias pluvias antecedendo a pavimentação das vias.

Viaduto – Na saída para São Paulo, anunciou também a construção do viaduto no trevo da avenida Gury Marques com avenida Interlagos, será construindo com a adoção de sistemas pré-fabricados, para a maior celeridade possível na obra no local, que hoje é talvez o principal gargalo do trânsito de Campo Grande.

Recapeamento e implantação de corredores de ônibus – Olarte anunciou ainda o lançamento das obras de três corredores urbanos de ônibus, com o respectivo recapeamento total das vias (Cônsul Assaf Trad, Bandeirantes e Gury Marques).

Comentários

comentários