Alunos desocupam prédio da UEMS em Paranaíba, MS, após 13 dias

Os alunos que ocupavam o campus da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) de Paranaíba, município distante 398 quilômetros de distância da capital sul-mato-grossense, desocuparam o prédio no início da tarde desta quarta-feira (9).

Alunos deixaram prédio da UEMS após decisão judicial (Foto: Assessoria UEMS/Divulgação)
Alunos deixaram prédio da UEMS após decisão judicial (Foto: Assessoria UEMS/Divulgação)

Segundo funcionários do campus, assim que o juiz expediu o mandado de reintegração de posse, os ocupantes deixaram o local, antes mesmo da chegada do oficial de justiça. As aulas no campus serão retomadas na quinta-feira (10). A unidade tem cerca de 500 estudantes.

O campus estava ocupado desde o último dia 28 de outubro. Por causa da manifestação, as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) realizado no último fim de semana foi adiado para os dias 3 e 4 de dezembro para os inscritos que iriam fazer a prova no local.

Além de Paranaíba, o campus da UEMS em Campo Grande foi ocupado na última segunda-feira (7) e os estudantes continuam no prédio, de acordo com a assessoria de imprensa. Eles protestam contra a PEC 241 – que limita os gastos públicos – e as mudanças do ensino médio.

Apenas o setor administrativo está funcionando normalmente. A biblioteca está abrindo em horário reduzido e os alunos do último ano estão tendo aulas para não atrapalhar o calendário de colação de grau. Os demais estudantes estão com as aulas suspensas.

UFMS
Os campus da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) de Três Lagoas, na região leste do estado, continuam ocupados. As reivindicações são as mesmas. Nem professor e nem alunos conseguem entrar.

O campus II foi tomado no dia 2 de novembro e o campus I no dia 7 de novembro. Todos os alunos inscritos no Enem que fariam provas na UFMS, foram concentrados no campus I.

Comentários

comentários