Aldeões acham avião indonésio que sumiu com 54 pessoas

Aeronave perdeu contato com controle aéreo 34 minutos após decolagem. Buscas foram suspensas ao anoitecer, por causa da visibilidade.

A mãe de um membro da tripulação Trigana Air avião desaparecido (ao centro) chora enquanto anda fora do escritório principal Trigana Air, em Jacarta, Indonésia – Foto: Agência EFE
Parentes de passageiros do voo Air Trigana procuram informações sobre desaparecidos. Parentes de tripulação e passageiros desaparecidos à espera de informações – Foto: Agência EFE

 

Aldeões encontram os restos do avião indonésio com 54 ocupantes que perdeu contato com as autoridades neste domingo na Ilha de Papua 34 minutos depois da decolagem.

“Temos informação procedente de residentes que o avião da Trigana Air foi achado em uma montanha do subdistrito de Okbape”, anunciou em entrevista coletiva em Jakarta o diretor-geral de Aviação do Ministério indonésio de Transportes, M. Prasetyo.

Ainda não há informações sobre sobreviventes. A aparição dos restos ocorreu pouco depois das equipes de salvamento suspenderem as operações de busca pela chegada da noite.

As autoridades da Indonésia perderam o contato com um avião com 54 ocupantes que sobrevoava parte da ilha de Papua neste domingo . A aeronave, um modelo ATR 42operado pela companhia Trigana Air Service, perdeu o contato com a torre de controle 34 minutos após a decolagem, informaram as fontes da Agência Nacional de Busca e Resgate (Basarnas).

O avião levantara voo do aeroporto regional de Sentani, que serve a localidade de Jayapura, na província de Papua, no sudeste da Indonésia, com 44 adultos, cinco crianças e cinco tripulantes. A viagem, com destino a Oksibil (província de Papua), deveria durar 45 minutos.

“Não temos a certeza do que aconteceu ao avião e estamos em contato com as autoridades locais”, afirmou um porta-voz do ministério dos Transportes. “O tempo costuma ser muito ruim naquela zona, com muitas nuvens. A área é montanhosa”, acrescentou.

Acidentes recorrentes
O desaparecimento do avião da Trigana Air Service é o segundo incidente aéreo que ocorre na Indonésia no último mês e meio.

Em 30 de junho, um total de 141 pessoas morreram em 30 de junho após a queda de um avião militar em uma área residencial de Medan, capital da província de Sumatra do Norte, pouco após a decolagem.

O presidente indonésio, Joko Widodo, prometeu então que as autoridades fariam uma revista da frota aérea do país, que os especialistas consideram antiquada.

Fonte: Terra

Comentários

comentários