Adolescentes afirmam ter matado empresário para trocar carro por droga

Da Redação

O veículo do empresário foi encontrado em uma mata da cidade (Foto: Divulgação)

A Polícia Militar apreendeu dois adolescentes que confessaram ter matado o empresário Ronaldo dos Santos Batista, 38 anos, encontrado com os pés e mãos amarrados dentro da piscina da residência onde morava, em Anastácio, a 135 Km de Campo Grande.

Ronaldo foi encontrado dentro da piscina de sua residência (Foto: O Pantaneiro)

O carro da vítima foi encontrado no fim da manhã desta segunda-feira (19) escondido em um matagal. À polícia, os adolescentes, que não tiveram idade divulgada, disseram que levariam o veículo até a cidade de Bela Vista, fronteira com o Paraguai, onde seria trocado por drogas.

Uma terceira pessoa é procurada pelos policiais, suspeita de ter se envolvida no assassinato de Ronaldo.

Além do carro, os autores levaram uma quantia em dinheiro.

Ronaldo era filho de fazendeiros de Anastácio e morou por vários anos na Europa antes de voltar para a região e abrir o seu próprio restaurante. Ele era dono do restaurante Estação Pantaneira.

O caso

Na madrugada de hoje, o sistema de alarme da casa disparou e a equipe da empresa de segurança se deslocou até o local. Na residência, o segurança notou que a porta da frente estava aberta e acionou a Polícia Militar.

Os policiais adentraram à casa e encontraram o corpo do empresário nos fundos da piscina, com as mãos e os pés amarrados e com um vaso nas costas, colocado para que o corpo não boiasse.

A principal suspeita da polícia é de latrocínio, roubo seguido de morte.

Comentários

comentários