Adolescente é confundido com agressor e sofre enxurrada de ameaças

Menino que leva o nome do autor do espancamento que viralizou na última terça-feira (4), sofre ameças e mãe implora pela rede social Facebook para que isso não aconteça. De acordo com informações o menino tem 13 anos e está sofrendo consequências por ter o nome e sobrenome do agressor.

Mãe do adolescente faz apelo em publicação do Facebook (Foto: Reprodução/Facebook)
Mãe do adolescente faz apelo em publicação do Facebook (Foto: Reprodução/Facebook)

Cerca de dois homens ameaçaram o filho da moradora de Coxim, 253 km de Campo Grande. A mãe explicou por meio de uma publicação no Facebook, que seu filho não é o agressor do vídeo e completou dizendo que ele tinha apenas 13 anos.

A cabeleireira de 35 anos, disse que não acionou a polícia porque logo em seguida os homens que ameaçaram seu filho pelo aplicativo ‘messenger’ pediram desculpas pela confusão.

Segundo o site Edição MS, a mãe se preocupou com uma marcação feita por uma mulher, onde mencionou o antigo perfil do Facebook do garoto de 13 anos como sendo o suposto agressor. “As marcações estão sendo feitas em um perfil antigo do qual meu filho perdeu a senha e não conseguimos desativar até o momento, mas estou tomando todas as medidas para fazer isso, além disso, para evitar mais confusões até mudamos o sobrenome dele no perfil atual” explicou a cabeleireira.

Desesperada, a mãe do garoto que fora confundido, publicou em seu Facebook que seu filho não tem nenhum envolvimento com o crime. Esclareceu também, que nenhum morador da cidade tem vínculo familiar com o agressor investigado pela polícia.

Entenda o caso

Na noite do dia 18 de setembro, um jovem foi espancado após urinar em uma das rodas do carro de um rapaz, na saída de uma festa, na Vila Jacy, em Campo Grande. O boletim de ocorrência foi registrado dia 26 de setembro.

A polícia recebeu o vídeo da agressão do último dia 20, mas o caso só teve repercussão na terça-feira (4) após divulgação da filmagem, onde dois rapazes espancam o jovem de 18 anos.

De acordo com informações da polícia, os agressores saíam de uma festa, quando viram a vítima urinando em uma das rodas do automóvel. Revoltado, o dono do veículo identificado como Jhonny Celestino Holsback Belluzzo, 19 anos, começou a agressão com chutes, socos e enforcamento. Alessandro Ronaldo Mosca Júnior, 21 anos, também foi identificado por agredir o jovem.

No vídeo, algumas pessoas se desesperam e pedem para que os agressores não matem o rapaz que já estava inconsciente, e continuava levando golpes. 

Segundo o delegado do caso Fabiano Nagata, a equipe da polícia aguarda o resultado do laudo médico feito pelo Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal). Conforme o delegado, as agressões se enquadram em tentativa de homicídio.

Comentários

comentários