Ações da Petrobras passam a subir e Bovespa opera em alta

Depois de uma abertura em queda, a Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) opera em alta nesta quinta-feira (23). As ações da Petrobras, que chegaram a cair mais de 8% no início dos negócios, operam em queda nesta tarde.

Às 15h06, o Ibovespa, principal indicador da bolsa paulista, subia 2%, a 55.709 pontos.

Por volta do mesmo horário, as ações ordinárias da Petrobras subiam 5,94%, enquanto as preferenciais subiam 0,38%.

As ações preferenciais – que não dão direito a voto, mas dão preferência no recebimento de dividendos – reagem menos depois que o presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, afirmou, na véspera, que a companhia não vai pagar dividendos relativos a 2014.

Na noite de quarta-feira, a Petrobras divulgou, com cinco meses de atraso, os números auditados do terceiro trimestre da companhia, e o balanço de 2014. A companhia registrou no ano passado um prejuízo de R$ 21,587 bilhões – o maior já registrado entre as empresas de capital aberto brasileiras desde 1986, segundo a consultoria Economatica. A petroleira não apresentava prejuízo desde 1991.

A Petrobras informou no balanço que a baixa contábil pelo esquema de pagamentos indevidos investigado pela Lava Jato foi de R$ 6,194 bilhões. Ou seja, essa foi a perda por corrupção, segundo a estatal.

CVM abre processo paa analisar balanço

A CVM (Comissão de Valores Imobiliários) abriu nesta quinta-feira um processo para analisar o balanço de 2014 divulgado pela Petrobras na véspera. Segundo a CVM, trata-se de um procedimento de análise inicial das demonstrações financeiras, o que não quer dizer que tenham sido identificadas irregularidades.

Vale tem mais um dia de alta

A alta do Ibovespa era sustentada principalmente pela forte alta dos papéis da Vale, diante de novo avanço nos preços do minério de ferro. Os papéis mineradora tinham alta de mais de 6%, após avançarem mais de 9% na véspera.

O setor de siderurgia liderava as altas do índice, com Usiminas e CSN avançando mais de 7%.

Kroton também contribuía com o viés positivo, em meio a comentários do ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, de que todas as matrículas do Fies serão renovadas.

A Rumo ALL, por sua vez, aparecia na pontaoposta, em queda demais de 5%, depois de anunciar que seu plano de investimentos contempla R$ 2,8 bilhões até o final de 2016.

Na quarta-feira, a Bovespa fechou em alta de 1,59%, a 54.617 pontos no fechamento.

G1

Comentários

comentários