Acidentes com mortes custaram R$ 63 milhões este ano em MS

Relatório divulgado nesta quarta-feira (23) pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Brasília revela que os acidentes com mortes nas rodovias federais de Mato Grosso do Sul somaram cerca de R$ 63 milhões em custos sociais, de janeiro a agosto de 2015.

O resultado da pesquisa aponta que um acidente fatal gera um custo médio de R$ 647 mil Foto: Arquivo
O resultado da pesquisa aponta que um acidente fatal gera um custo médio de R$ 647 mil Foto: Arquivo

Relatório da PRF em Mato Grosso do Sul aponta que, em 2015, foram registrados 98 mortes em acidentes e 1.998 ocorrências nas rodovias federais do estado. No mesmo período de 2014 foram registradas 2.184 ocorrências, com 170 mortes. Durante todo o ano passado, o número de mortes em acidentes foi de 226, o que gerou custo médio de R$ 146,222 milhões.

Nacional

Só no ano de 2014, os acidentes nas rodovias federais brasileiras somaram R$ 12 bilhões em custos sociais. Estima-se queda de quase R$ 7 bilhões nos últimos quatro anos, em razão de um trabalho de planejamento da PRF.

O resultado da pesquisa aponta que um acidente fatal gera um custo médio de R$ 647 mil, enquanto o acidente com vítima gera um custo de R$ 90 mil. Os acidentes sem vítimas ficam em R$ 23 mil. A análise dos custos sociais mostra a importância das ações que têm por objetivo reduzir os índices de letalidade no trânsito.

Políticas públicas

A publicação do relatório acontece na metade da caminhada da Década de Ações para a Segurança Viária, da Organização das Nações Unidas (ONU) 2011-2020, na qual o Brasil é signatário. O documento discute, ainda, políticas públicas necessárias para redução dos acidentes de trânsito e da mortalidade a eles relacionada, fornecendo diversos subsídios para a discussão do tema que será debatido nos dias 18 e 19 novembro deste ano durante a “2ª Conferência Global de Alto Nível sobre Segurança no Trânsito – Tempo de Resultados”.

Estima-se que a Conferência reunirá cerca de 1.700 participantes, de 150 países, além de membros dos Ministérios da Justiça, Saúde, Cidades, Interior, Transportes, de diversas áreas correlatas à segurança no trânsito e suas delegações, e ainda representantes da sociedade civil dos países participantes.

Comentários

comentários