Câmara derruba requerimento para adiar votação da PEC do teto

A Câmara dos Deputados abriu a ordem do dia para a sessão que em que será votada, em segundo turno, a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que cria um teto para os gastos da União com a derrubada de um requerimento para retirada da PEC da pauta, em uma manobra da base para acelerar a votação.

Plenário da Câmara dos Deputados (Foto: Divulgação )
Plenário da Câmara dos Deputados (Foto: Divulgação )

O requerimento, apresentado pelo própria liderança do governo, em uma manobra para prejudicar quaisquer outros do mesmo tipo e acelerar a votação, foi rejeitado com 246 contrários, 13 a favor e 67 deputados em obstrução.

A medida impede a oposição de apresentar quaisquer outros requerimentos para adiar a votação. De acordo com o relator, Darcísio Perondi (PMDB-RS), a medida limita a margem de manobra da oposição para atrasar a votação.

Assessores técnicos da liderança do governo avaliam que o texto base da PEC deve ser votado em torno das 17h, e a votação ser concluída, com apreciação de seis destaques, até às 23h desta terça-feira.

Segundo Perondi (PMDB-RS), a proposta só será colocada em votação quando o quórum em plenário alcançar 480 deputados em plenário, o que deve acontecer em torno das 15h, na avaliação dele. (REUTERS)

Comentários

comentários