9° BPM tem intenção de instalar videomonitoramento em regiões críticas da Capital

Tenente Coronel Santos Melo, Comandante do 9° BPM-MS. (Foto Paulo Francis)
Tenente Coronel Santos Melo, Comandante do 9° BPM-MS. (Foto Paulo Francis)

O comandante do 9° BPM-MS (Batalhão de Policia Militar de Mato Grosso do Sul), Tenente Coronel Santos Melo esteve na tarde desta quarta-feira no programa Capital Meio Dia e estúdio da Página Brazil para falar sobre a área de atuação da unidade, bem como suas ações e parcerias realizadas nos últimos meses.

De acordo com o comandante, o 9° Batalhão é a unidade operacional responsável por todo policiamento da região norte da Capital e também dos municípios que fazem parte da região metropolitana do Estado, como Bandeirantes, Jaraguari, Rochedo, Corguinho e os Distritos de Taboco e Rochedinho.

Santos Melo destaca que o Batalhão tem desenvolvido duas grandes ações na parte de policiamento ostensivo ordinário através de diversas operações desenvolvidas ao longo dos anos, atendimento de ocorrências e outro enfoque na parte de policiamento comunitário.

“Em 2015 tivemos nós tivemos duas grandes operações, a “Cidade Tranquila” que desenvolveu 12 ações ao longo do ano que envolveu todas as unidades de policia da Capital e utilização de um helicóptero, e a operação denominada “Saturação” desencadeada exclusivamente pelo 9° BPM”, conta.

O Tenente Coronel afirma que somente em 2015 foram realizadas 45 operações, sendo abordado aproximadamente 10 mil pessoas, com média de 40 pessoas apreendidas por mês que se encontravam evadidos do regime penitenciário fechado e semi-aberto.

O Comandante frisa uma parceria que foi estabelecida entre o Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul), para a instalação de um sistema de vídeo monitoramento no entorno do Parque das Nações Indígenas, altos da Avenida Afonso Pena e na região do Parque dos Poderes.

“Já temos 10 câmeras instaladas, mas queremos chegar ao total de 25 câmeras em operação, pois já iniciamos a instalação de mais 15. Vamos monitorar 24h por dia e esse sistema tem o objetivo de inibir as pessoas que estejam na intenção de cometer um delito e se a caso identificarmos alguma pessoa nesta situação iremos intervir imediatamente através de uma abordagem”, afirma.

O Militar conta que foi enviado um projeto que inclusive foi encaminhado a Secretaria Nacional de Segurança Pública em Brasília, para a instalação do vídeo monitoramento nas regiões do Prosa, Segredo e alguns bairros, principalmente onde se tem um fluxo muito grande de pessoas e veículos.

“ O projeto já foi encaminhado e estamos esperando a aprovação e liberação de verbas para ampliar esse vídeo monitoramento na região do 9° Batalhão”, finaliza.

Paulo Francis

Comentários

comentários