Arquidiocese realiza abertura da Campanha da Fraternidade 2016

A Arquidiocese de Campo Grande e as Igrejas cristãs da Capital realizaram na manhã deste domingo (14), a abertura da Campanha da Fraternidade Ecumênica 2016. O evento teve abertura às 09h, no Ginásio Poliesportivo Dom Bosco.

Neste ano, a Campanha da Fraternidade traz para a reflexão da sociedade a situação do Saneamento Básico no Brasil. Com o tema “Casa comum, nossa responsabilidade” e lema “Quero ver o direito brotar como fonte e correr a justiça qual riacho que não seca” (Am 5, 24). Durante o período da quaresma, os cristãos se aprofundam na leitura de textos que abordam a temática.

CAPA-SITE-650x406

O texto base da Campanha demonstra que o saneamento público é um direito fundamental e estimula a união de esforços entre sociedade civil e poder público no planejamento e na prestação de serviços. Por essa razão que o tema foi inserido de forma ecumênica por compreender que a problemática do Saneamento básico atinge todas as pessoas, independente da fé que professem.

Durante os 40 dias de Quaresma iniciados na quarta-feira de Cinzas até 27 de março, quando será celebrado o Domingo de Ramos, serão realizadas as ações que contemplam os gestos concretos assumidos pela Arquidiocese de Campo Grande para contribuir na reflexão do tema. “Depois, vamos reforçar as ações no mês de setembro. Mas, acredito que todo envolvimento vai gerar reuniões, discussões, sessões solenes, audiências públicas, treinamentos e mutirões, principalmente em relação à dengue por conta da epidemia que vivemos”, afirmou o arcebispo.

Entre os gestos concretos, a Igreja em Campo Grande vai desenvolver ações de combate ao mosquito Aedes Aegypti, vetor que transmite graves doenças como a dengue, zika vírus e chikungunya. A partir do dia 18 de fevereiro, em parceria com o Governo de MS, os líderes de comunidade serão capacitados e também receberão tabletes para ajudar no levantamento dos dados. A ação será realizada em 350 comunidades, além das áreas rurais.

Outra ação está sendo desenvolvida em conjunto com a concessionaria Águas Guariroba para maior divulgação da tarifa social, no qual programa prevê um desconto de 50% no valor da conta de água e esgoto para pessoas consideradas de baixa renda. Disseminar este programa para que o benefício chegue a mais gente está entre as ações concretas.

Dar maior atenção aos moradores de rua através da Pastoral do Povo de Rua é outro gesto concreto da campanha, com enfoque daquelas pessoas que moram próximo ao lixão da capital. A Igreja entende que o cuidado com esses irmãos menos favorecidos é essencial para a qualidade de vida e dignidade humana.

Ecumênica

O Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (CONIC) é responsável pela CF 2016. O CONIC é composto pelas seguintes igrejas: Igreja Católica Apostólica Romana; Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil; Igreja Episcopal Anglicana do Brasil; Igreja Presbiteriana Unida do Brasil e a Igreja Sirian Ortodoxo de Antioquia. Além dessas Igrejas três organizações participaram na Comissão da Campanha da Fraternidade Ecumênica 2016: O Centro Ecumênico de Serviços à Evangelização e Educação Popular (CESEEP), Visão Mundial, Aliança de Batistas do Brasil.

A cada cinco anos, a Campanha da Fraternidade é realizada de forma ecumênica, ou seja, reúne outras igrejas cristãs além da católica. A primeira, foi em 2000, e teve como tema “Dignidade humana e paz”, e o lema escolhido foi: “Novo milênio sem exclusões”. A segunda edição, em 2005, falou sobre “Solidariedade e paz”, com o lema: “Felizes os que promovem a paz”. Em 2010, o tema foi “Economia e Vida”, com o lema “Vocês não podem servir a Deus e ao dinheiro”.

Assessoria

Comentários

comentários