MS deixou de abater quase 16 mil cabeças de gado no primeiro trimestre do ano

Da Redação/JN

O número de bovinos abatidos nos frigoríficos de Mato Grosso do Sul caiu 1,85% (15,928) no primeiro trimestre de 2017 frente ao mesmo período de 2016, recuando de 861.912 animais para 845.984, segundo dados de pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No primeiro trimestre de 2017, os frigoríficos de Mato Grosso do Sul reduziram em 1,85% o número de animais abatidos

Apesar da redução, o estado se manteve como o segundo no ranking nacional de abates, ficando atrás somente de Mato Grosso, que no acumulado de janeiro a março deste ano, contabilizou 1.116.752 cabeças abatidas. O número é 0,06% menor que as 1.117.319 do mesmo intervalo de tempo do ano passado.

Em âmbito nacional, entretanto, o número de abates cresceu 0,67%, passando de 7.319.737 animais para 7.369.356.

A pesquisa do IBGE aponta também que dos animais abatidos no estado nos três primeiros meses deste ano, 44,49% foram bois (375.418 animais), 29,14% foram vacas (246.555), 20,97% foram novilhas – fêmeas com menos de dois anos (177.470) e 5,28% foram novilhos – machos com menos de dois anos (45.541).

Comentários

comentários