07-12 – A Corrupção também precisa de um Impeachment

coronel_david

Chama a atenção que num país onde ocorrem 56 mil homicídios por ano, média de 153 por dia, a violência esteja apenas em quinto lugar no ranking dos maiores problemas da nação, segundo pesquisa Datafolha, tornada pública há alguns dias. A pesquisa trouxe a corrupção como o maior problema nacional.

Pois é, nunca antes na história deste país a corrupção havia ocupado o primeiro lugar. O Instituto Datafolha pesquisa qual é a principal preocupação dos brasileiros desde 2006. Se no governo Fernando Henrique Cardoso o tema campeão sempre foi o desemprego, no governo Lula o desemprego também liderou durante todo o primeiro mandato. No início do segundo mandato do Lula a principal preocupação dos brasileiros era a violência e no final do mandato passou a ser saúde. Agora, no governo Dilma, a corrupção apareceu bem na frente na pesquisa, com 34%. A segunda colocada foi a saúde, com 16%, seguida pelo desemprego, educação e violência.

Não bastasse permitir que barragens pudessem funcionar sem a devida fiscalização do poder público, associada à ganância dos donos da empresa, vimos, assim, acontecer a tragédia de Mariana, transformando em lama um rio que era doce, que matou seus peixes e que certamente provocarão fome nas pessoas que dependiam do rio para a sua sobrevivência econômica, o país se vê novamente sendo picado pelo Aedes Aegypti, atormentado e doente pelas epidemias provocadas por ele (dengue, chikungunya e o zika vírus). O zika está sendo apontado como o responsável pelo crescimento dos casos de microcefalia. E como pouco se conhece dessa doença resta-nos torcer para que achem logo uma medida eficaz contra este zika.

Para um país que já experimentou como sistema de governo a Monarquia, não é exagero afirmar que hoje vivemos em uma verdadeira anarquia. Somos uma Pátria falida, nas mãos de incompetentes, prepotentes viciados em arrombar os cofres que pertencem a uma Nação com 210 milhões de pessoas. Somos enganados e roubados à luz do dia. Vivemos uma crise moral e ética, antes de ser financeira.

Não são apenas os pescadores mineiros que lutam pela sobrevivência devido a morte do Rio Doce. Nós também precisamos lutar pela sobrevivência da ética, da seriedade, da vergonha na cara, da moralidade no trato da coisa pública. Lutar pela sobrevivência da nossa ainda jovem democracia, tão mal usada por aqueles que se forjaram de salvadores e o tempo mostrou que eram, na verdade, apenas um grupo organizado em dilapidar o patrimônio das empresas nacionais e realizarem assaltos constantes aos cofres públicos.

Apesar da crise econômica, ambiental, na segurança pública, na saúde, da falta de emprego, não resta dúvida que a maior delas é a crise política, que está enraizada na corrupção. Precisamos mais do que nunca resolvê-la para sanar as demais crises. Não podemos deixar o Brasil afundar mais do que já está, pois nossos sonhos e perspectivas de crescimento afundarão junto com ele.

Se a corrupção provoca dores, interrompe sonhos e causa angústias porque desvia o dinheiro que seria usado para investimentos, é correto afirmar também que a corrupção é uma violência ao estado democrático de direito, às instituições e à população. Só o impeachment na corrupção pode salvar o Brasil.

 

Comentários

comentários